Tudo o que você queria saber sobre TRADUÇÃO JURAMENTADA

traducao-juramentada-canada-800x534

Por Pablo Raúl Fernández de Bernoche, PRF Traduções.

Tentarei ser breve neste texto para esclarecer algumas dúvidas frequentes sobre o serviço de tradução juramentada tão essencial na vida de qualquer pessoa que deseja estudar ou imigrar para o Canadá. As informações aqui expostas surgiram das dúvidas mais frequentes enviadas pelos nossos clientes.

 

O que é tradução juramentada e por que preciso dela para os meus documentos?

A tradução juramentada é aquela tradução que possui fé pública, ou seja, a firma do tradutor juramentado tem validade oficial. A juramentação garante legalmente que o documento em idioma estrangeiro (a tradução) é 100% fiel ao original.

 

Preciso do reconhecimento de firma?

Existem duas definições padrão: Tradução (de um idioma estrangeiro para o português) e Versão (do português para um idioma estrangeiro).

Quando é feita a tradução é obrigatório reconhecer a firma do tradutor. Quando é feita a versão, é recomendável não fazer o reconhecimento, pois o mesmo fica em português num documento escrito em outra língua. Algumas instituições estrangeiras não gostam disto e podem devolver o documento. Para intercâmbio, sugerimos não reconhecer a firma, pois apenas o papel timbrado é suficiente.

 

O preço pode variar? Existe uma tabela?

O valor da tradução juramentada é tabelado pelas juntas comerciais de cada Estado e o valor varia muito pouco de um estado para outro. É possível obter algum desconto sim,  mas se houver uma variação muito alta entre orçamentos, provavelmente o orçamento “tão mais barato” pode esconder problemas.

Para baratear uma tradução juramentada, a empresa precisaria escalar um tradutor júnior para fazer a tradução e mandar algum juramentado assinar. ESTA PRÁTICA É ILEGAL.

É claro que o tradutor receberá ajuda, trabalhando com formatadores, por exemplo. Mas o aval sobre a tradução final, a execução da tradução e a revisão são de responsabilidade exclusiva dele, haja vista que é a firma dele que é a oficial.

Já pensou você tirar uma certidão de casamento no supermercado? Não, né? Então …

Também temos tradutores que nem sabem que suas folhas estão sendo usadas, tradutores que já morreram e permanecem na ativa, tradutores que inventaram uma folha e que não são juramentados, etc., etc., etc… Aí fica fácil baratear, você não acha?

 

 

 Como devo ser cobrado? Que riscos corro?

A LAUDA de tradução é cobrada a cada 1.000 caracteres sem espaços. Isto é determinado pelas juntas comerciais. Cobrar por palavra, por caracteres com espaços, inventar uma lauda maior ou menor, etc., são práticas duvidosas. O risco que você corre é cair nos problemas citados no item anterior, e que sua tradução não tenha validade. Em resumidas contas, não é possível super baratear um valor que é tabelado. Por exemplo, no caso do cigarro, se a mesma marca custa “X” numa loja e “X menos 1” na outra, é sinal de que algo está errado, não acha?

Avalie seus orçamentos conforme a qualidade no atendimento e a confiança que a empresa lhe passar. Analise se a pessoa que lhe atender está sendo firme nas informações. Estão te dando o frete? Estão reconhecendo firma nos casos necessários? Qual foi o prazo oferecido?

 

Pablo Raúl Fernández de Bernoche, PRF Traduções.

Sócio e Diretor na empresa PRF & Angels Traduções e Idiomas Ltda. desde 2006. Empresa com escritórios na Capital e no Litoral de São Paulo, que executa serviços de tradução livre e juramentada em todos os idiomas. Quer saber mais entre em contato com Pablo pelo e-mail contato@prftrad.com.br

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Deixe um comentário