British Columbia se prepara para a retomada das atividades

Em todo o mundo, os governos adotaram abordagens diferentes para tentar achatar a curva de transmissão do Covid-19 com medidas que vão de lockdown obrigatório a quarentenas voluntárias e ainda intensidades variadas de distanciamento físico. Desde o início, British Columbia, no Canadá, estabeleceu diretrizes claras, transparentes e com uma abordagem baseada em evidências. A cada dia, a quantidade de casos do COVID-19 diminui constantemente e a província tem a menor taxa de mortalidade do país. 

Os números levaram o governo da província a anunciar o Plano de Reabertura de British Columbia que estabelece uma série de etapas que serão tomadas para proteger as pessoas e, mesmo assim, garantir que a província possa voltar às atividades regulares. Essa ação tem sido pensada com amplo uso de modelagem e planejamento, incluindo os estudos da Universidade de Oxford. Para ter acesso ao estudo, basta clicar AQUI

Além de usar os modelos matemáticos de pandemias, BC também faz uso dos próprios números, incluindo as taxas de hospitalização, UTIs e infecções recentemente confirmadas. Dados que mostram os movimentos dos moradores da província indicam que, para fazer sua parte na redução da transmissão, as pessoas reduziram suas interações sociais e o contato com outras pessoas em cerca de 30% do normal. Ao aderir às medidas de proteção existentes, o governo provincial espera um declínio adicional na taxa de novas infecções. O desafio é modificar cautelosamente o comportamento social e adotar medidas de proteção para permitir maiores interações sem colocar em risco a saúde da população. 

A fase 1 trata-se apenas de serviços essenciais continuam operando. As indústrias que foram designadas como serviços essenciais desenvolveram planos de operação segura em consulta e em conformidade com as ordens de saúde pública emitidas pelo governo. Como resultado, a economia de BC continuou a operar de maneiras que outras províncias não o fizeram. Para ajudar as empresas que não puderam continuar operando e outras organizações a se reerguer, é preciso de práticas no local de trabalho que garantam que a população se sinta segura, seja voltando ao trabalho ou saindo como clientes. Isso significa que os empregadores precisarão se envolver com seus funcionários para encontrar as soluções certas e considerar as preocupações e necessidades de seus clientes.

Isso leva a província ao plano de ação da fase 2. As seguintes atividades voltarão a funcionar ainda neste mês de maio: Cirurgias eletivas, serviços médicos de odontologia, fisioterapia e serviços similares, setor de varejo, salões de beleza, barbeiros e outros estabelecimentos de serviço pessoal, restaurantes e cafés (com medidas de distanciamento), museus, galerias de arte e bibliotecas, locais de trabalho baseados em escritório, recreação e esportes, parques, praias e espaços ao ar livre. 

Se as taxas de transmissão permanecerem baixas ou em declínio, a província seguirá para a fase 3 (entre julho e setembro). Ao chegar nesse momento, serão reabertos:  hotéis e resorts, parques – reabertura mais ampla, incluindo alguns acampamentos noturnos, indústria cinematográfica – começando com produções domésticas, entretenimento como cinema e sinfonia, mas não shows grandes, ensino pós-secundário – mesclando entre online e presencial, educação K-12 – com apenas um retorno parcial neste ano letivo. 

A fase 4 não tem previsão, pois está condicionada a pelo menos um dos seguintes fatores: ampla vacinação, imunidade “comunitária” ou amplos tratamentos bem-sucedidos. Essa etapa vai englobar atividades que exigem grandes reuniões, como convenções, esportes profissionais com audiência ao vivo, concertos e turismo internacional. Segundo o governo, o momento de reabertura segura de boates, cassinos e bares é uma consideração mais complicada. Assim como em outros mercados, espera-se que as associações do setor desenvolvam planos de operações seguras que estejam de acordo com as recomendações de Saúde e Segurança Pública e em acordo com as diretrizes da província.

Diretrizes estarão em vigor para as empresas e organizações que vão reabrir para garantir a segurança da população. E, claro, há coisas importantes que devem fazer parte do nosso dia a dia para contribuir positivamente com esse momento. Pequenas coisas que podem fazer uma grande diferença:

  • Mantenha-se informado, esteja preparado e siga os conselhos de saúde pública
  • Lavagem frequente das mãos
  • Evite tocar no rosto
  • Importante desinfetar superfícies frequentemente tocadas
  • Fique em casa se estiver com algum sintoma
  • Não vá à escola ou ao trabalho se estiver doente
  • Mantenha um distanciamento físico seguro
  • Sem aperto de mão ou abraços
  • Limpe sua casa e espaço de trabalho com mais frequência
  • Considere usar máscaras quando o distanciamento físico não for possível

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Deixe um comentário

Chat via Whatsapp
Send via WhatsApp