CANADÁ: Como funciona o transporte público em Toronto, Montreal e Vancouver

Quando buscamos uma nova cidade para morar ou para realizar um intercâmbio, vários pontos são analisados para que o local escolhido seja tudo aquilo que esperamos. Entre eles está o transporte público, pois é algo que contribui para a qualidade de vida, com a praticidade do dia a dia e, também, com o orçamento. Mesmo como turista, é importante ficar atento à mobilidade da cidade que vai ser visitada, pois você pode economizar dinheiro e tempo ao se locomover contando com a rede de transporte público local.

As cidades com um bom sistema, geralmente, têm redes que cobrem todos os bairros, preço acessível, serviço confiável, prático e com boa frequência. Sendo bom para moradores e visitantes, com informações visíveis e acessibilidade. Segundo o ranking da Redfin, Toronto, Montreal e Vancouver são as melhores cidades canadenses para o transporte público. A ferramenta usada para a avaliação, “Transit Score”, classifica localizações com base em quão conveniente elas são para o transporte público e analisa pontos como rotas (ônibus, metrô, trem, balsa, etc.), distância entre as paradas dessa rota, frequência, acessibilidade, entre outros aspectos.

Vamos conhecer em detalhes o funcionamento do transporte público dessas três cidades canadenses.

TORONTO

A Toronto Transit Commission, ou TTC, é responsável por fornecer o transporte público na cidade de Toronto. Em 2017, o departamento ganhou o prêmio da American Public Transportation Association (APTA) como Sistema de Trânsito do Ano. A cidade que tem uma população de, aproximadamente, 2,8 milhões de pessoas, tem à disposição um serviço de 4 linhas de metrô, 11 rotas de bondes (streetcars) e mais de 140 rotas de ônibus.

Como funciona?

O TTC é um sistema de trânsito pay-as-you-enter e pay-as-you-board, com conexões entre ônibus, bondes e metrô. A entrada é em dinheiro, token, bilhete, cartão de passagem ou transferência válida. O passageiro pode comprar bilhetes e fichas nos estandes que ficam localizados na maioria das estações de metrô e que aceitam cartões de débito e crédito (Visa, Mastercard ou American Express) para compras a partir de $ 10,00.

Os ônibus e bondes não dão troco, por isso, se o passageiro deseja pagar em dinheiro para usar esses dois serviços, é necessário ter o valor exato. Ou podem ser utilizados tickets comprados anteriormente, tokens, passes ou transferências. As transferências são gratuitas e devem ser obtidas quando você paga sua passagem. É possível obter uma transferência de um operador TTC ou de uma máquina de transferência automática em qualquer estação de metrô, após pagar sua tarifa. Lembrando que essas transferências são válidas apenas para uma viagem só de ida; ou seja, escalas não são permitidas, nem podem ser utilizadas para viagens de volta.

Passes e cartões de passagem

  • Passe diário: O TTC Day Pass oferece a um único cliente ou a uma família/grupo viagens ilimitadas em todos os serviços regulares da TTC por um dia.
  • Passe semanal GTA: O GTA Weekly Pass é uma tarifa aceita em todas as rotas da TTC, incluindo Mississauga, Brampton e York.
  • Passes Mensais são dividos em 3 diferentes opções:
    O TTC Monthly Pass  oferece viagens ilimitadas em qualquer um dos tipos de transporte público de Toronto por mês inteiro.
    O 12 Month Pass exige o compromisso de 12 meses, oferecendo assim um desconto mensal e as mesmas viagens ilimitadas.
    O Passe Mensal Pós-Secundário está disponível para estudantes de nível pós-secundário que devem ter um documento de identificação com foto de estudante do TTC para ter direito a esse tipo de tarifa.

Cartão de Passagem PRESTO: O passageiro pode usar o PRESTO para pagar a tarifa em todos os bondes, ônibus e em todas as estações de metrô. O cartão custa $6, podendo ser carregado com um valor em dinheiro ou com alguma opção de passe mensal e pode ser comprador nas estações de metrô, online (www.prestocard.ca), em qualquer Shoppers Drug Mart ou ainda em centros de serviço da TTC. Lembrando que esse sistema é definido para deduzir as tarifas automaticamente.

Para comprar o cartão com tarifa reduzida para estudante ou idoso, é necessário ir até um centro de atendimento da TTC e só é preciso definir o tipo de tarifa uma vez. Contanto que você não perca seu cartão, o tipo de tarifa permanecerá ativo até expirer. Os alunos de pós-graduação devem redefinir seu tipo de tarifa anualmente junto com seu documento de identificação com foto de estudante pós-secundário. O TTC disponibiliza ainda os tokens como forma de passagem para o transporte. São pequenas moedinhas que dão acesso ao transporte público e você pode comprá-las nas estações de metro. Eles são vendidos em várias quantidades com um mínimo de 3 tokens por $ 9,30.

Quanto custa?

Tipo de Passagem/PasseAdultoBilhete Sênior (65+) ou passageiros entre 13 e 19 anos
UnitárioCAD 3,25CAD 2,20
Tickets e TokensCAD 3,10 (mínimo de 3 tokens por $9,30)CAD 2,15 (vendidos em múltiplos de 5 por $10,75)
PRESTOCAD 3,10CAD 2,15
TTC Passe MensalCAD 151,15CAD 122,45
Passe para 12 MesesCAD 138,55CAD 112,25
GTA Passe SemanalCAD 64,95
Day PassCAD 13,00

Horários

  • Nos dias de semana e sábados, o metrô circula a cada poucos minutos entre as 6h e 1h30 da manhã. Já aos domingos, funciona das 8h até 1h30 da manhã.
  • A maioria dos ônibus circula entre as 6h da manhã até, aproximadamente, 01h da manhã, de segunda a sábado. No domingo, a única diferença é que começam a circular às 08h da manhã.
  • A maioria dos streetcars (bondes) funciona 24 horas por dia, todos os dias.
  • Serviço Noturno: Entre 1h30 e 5h30 da manhã, os passageiros contam com o Blue Night Network. Os ônibus e bondes operam nas principais rotas e o serviço é oferecido a cada 30 minutos ou menos. As paradas que contam com esse serviço são marcadas com uma faixa azul refletora.

Para mais informações, é só acessar o site: www.ttc.ca

MONTREAL

A Société de Transport de Montréal (STM) é responsável pelo transporte público da cidade de Montreal. O serviço conta com quatro linhas de metrô que servem 68 estações, enquanto a rede de ônibus conta com 220 linhas e cobre toda a ilha de Montréal, uma área de 500 km2. Segundo a STM, em 2016, por exemplo, foram cerca de 1,4 milhão de viagens por dia. A empresa lida com mais de 80% de todo o transporte público na área de Montreal, representando mais de 70% de todo o uso de transporte público na província do Québec.

Como funciona?

Assim como o sistema de Toronto, Montreal opera um serviço de trânisto pay-as-you-enter e pay-as-you-board, com conexões entre ônibus e metrô. Cada ticket dá direito a uma conexão, sempre na mesma direção e tendo que ser usada até 120 minutos depois transporte usado. São inúmeras opções de passes que podem ser compradas nas estações de metrô, tanto nos guichês, quanto nos serviços self-service ou em algum ponto de venda (farmácias e algumas lojas de conveniência participantes). A partir de 2 bilhetes, sempre há desconto, então é bom pensar na melhor opção para seu deslocamento antes de comprar os passes para ter a  melhor economia.

Para pagar diretamente no ônibus, é preciso levar o valor exato da viagem, pois o sistema não dá troco. Ao pagar, o passageiro um pequeno bilhete que serve como conexão e como prova de pagamento, então guarde com você até o fim da viagem.

Passes e cartões de passagem

Comprando a partir de 2 passagens, há um desconto nas tarifas.

  • 10 passagens: Os 10 passes dão ao titular dez viagens e podem ser usadas a qualquer momento. Tipo mais usado por quem não usa muito o transporte público, mas prefere ter recarga no Opus Card para quando precisar.
  • Noite Ilimitada: Viagens ilimitadas de metrô e ônibus entre às 18h da noite e às 5h da manhã seguinte.
  • Fim de semana ilimitado: Viagens ilimitadas a partir das 16h da sexta-feira em vigor até às 5h da manhã da segunda-feira seguinte.
  • Passe Diário: Viagens ilimitadas por 24 horas.
  • 3 Day Pass: Viagens ilimitadas por três dias consecutivos – válido a partir do momento do uso da primeira passagem.
  • Passe Semanal: Viagens ilimitadas a partir da segunda-feira da semana em vigor até o domingo seguinte (até às 23h59).
  • Passe mensal: Viagens ilimitadas para o mês (a partir do primeiro dia do mês até o dia 30/31).
  • 4 Month Pass: Viagens ilimitadas por quatro meses consecutivos.
  • Grupo: Uma passagem para um grupo composto por um adulto e um máximo de 10 jovens entre os 6 e os 13 anos de idade. O grupo deve se locomover ao mesmo tempo e permanecer junto durante toda a jornada. A passagem pode ser usada para uma conexão entre o metrô e as linhas de ônibus.

OPUS CARD

O OPUS é o cartão de passagens de Montreal que o passsageiro pode recarregar sua tarifa de trânsito da STM (exceto as tarifas de grupo). Para quem usa o transporte público com frequência, é o mais recomendado. Custa $6 dólares e para recarregá-lo é prático e pode ser feito nas estações de metrô (nos guichês com dinheiro em espécie ou nas máquinas de auto atendimento com cartão de crédito ou débito) ou ainda em farmácias e algumas lojas de conveniência. O cartão OPUS é usado por empresas de trânsito em toda a área da Grande Montreal.

Estudantes e maiores de 65 de anos têm tarifa reduzida em 40% caso tenham o Opus Card. Para ter direito, é preciso fazer um cartão com foto em um posto de atendimento da STM, online ou, em alguns casos, diretamente na instituição de ensino. No caso de estudantes, o cartão será válido até o fim do curso.
Mais informações, nesse link: https://bit.ly/2XFmUDx

Quanto custa?

Tipo de Passagem/PassePreço
UnitárioCAD 3,50
2 passagensCAD 6,50
10 passagensCAD 29,00
Noite IlimitadaCAD 5,50
Fim de semana ilimitadoCAD 14
Passe DiárioCAD 10
3 Day PassCAD 19,50
Passe SemanalCAD 26,75
Passe mensalCAD 86,50

Horários

Os horários de funcionamento do metrô variam um pouco entre as linhas (verde, laranja, amarela e azul), mas no geral, durante a semana e no horário de pico, passam com um intervalo de 2 a 5 minutos e fora do horário de pico, o intervalo é de 5 a 10 minutos. Já nos fins de semana, o metrô passa entre a cada 5 e 10 minutos. 

O metrô não funciona a noite toda, dependendo da linha, o funcionamento termina por volta da meia-noite ou uma da manhã, mas há linhas noturnas de ônibus.  

Para ter detalhes sobre o horário e para saber como está o funcionamento do sistema, a STM disponibiliza alguns canais de comunicação com os passageiros para o acompanhamento em tempo real do transporte público.

  • No site oficial
  • Nos aplicativos para smartphone: Transit e Chrono
  • Via mensagem de texto
  • Por telephone
  • Ou nos próprio terminais.

Para mais detalhes, é só acessar: www.stm.info

VANCOUVER

Com uma abrangência de 1.800 quilômetros quadrados, o transporte público de Vancouver inclui um extenso sistema de ônibus, metrô (skytrain), trem e balsa. O sistema é administrado pela TransLink e cobre toda a região de Vancouver e cidades próximas, por isso para se locomover da maneira mais rápida e econômica é importante entender como funciona o sistema.

Como funciona?

A cidade de Vancouver e a região metropolitana estão divididas em 3 zonas e o preço dos bilhetes do transporte público variam. Vancouver é considerada ZONA 1. Já a ZONA 2 é North Vancouver, Burnaby, Richmond e New Westminster e por fim, a ZONA 3 abrange Surrey, Langley, Coquitlam, Port Coquitlam, Pitt Meadows, Mapple Ridge e White Rock.

Para cada uma dessas zonas, há um valor diferente  de passe mensal. Sendo assim: se o passageiro se locomover da Zona 1 até a Zona 2, vai pagar o valor da Zona 2. Mas, estando na zona 2, se utilizar o transporte público para se locomover dentro dessa mesma região, será cobrado o valor da ZONA 1. Então, a melhor tarifa para cada pessoa depende das rotas usadas com mais frequência e há ainda a opção de, além do passe mensal, colocar passagens avulsas para estar preparado se precisar se locomover entre zonas com mais praticidade.

Tarifas e Cartão de Passagem

A tarifa é determinada pelo modo da viagem do passageiro, hora do dia e quantas zonas viajadas:

  • A partir das 18h30, nos dias de semana e durante todo o dia aos sábados, domingos e feriados, em toda a região de Vancouver, apenas é necessária uma tarifa de ZONA 1.
  • Os ônibus são uma tarifa de uma zona, todos os dias, o dia todo. As tarifas em dinheiro em ônibus não são transferíveis para o SkyTrain, West Coast Express ou SeaBus.
  • O SkyTrain e o SeaBus exigem uma tarifa de ZONA 1, 2 ou 3, dependendo da hora do dia e do número de limites da zona que você cruza durante a sua viagem.
  • A tarifa única é válida por 90 minutos no ônibus, no SkyTrain e no SeaBus.
  • Os Cartões e Bilhetes da Compass fornecem transferências contínuas através do ônibus, SkyTrain, SeaBus e West Coast Express (dentro da transferência aplicável e no horário do sistema).
  • Elegibilidade da tarifa de concessão: titulares do HandyCard, idosos com 65 anos ou mais e jovens de 14 a 18 anos com foto-identificação válida e crianças de 5 a 13 anos. Crianças menores de 5 anos não pagam quando acompanhadas por um passageiro que possua prova de pagamento (máximo de 4 crianças por passageiro).

Compass Card é o cartão tarifário recarregável de Vancouver. É conveniente e fácil de usar, basta carregar o valor desejado ou um passe para o seu cartão.

Onde carregar? A recarga pode ser feita online no site www.compasscard.ca ou em uma máquina de venda automática ou ainda pelo telefone 604.398.2042. O cartão custa $ 6, que é um depósito reembolsável, ou seja, se você não precisar mais do seu cartão, pode devolvê-lo em um dos locais de atendimento ao cliente ou pelo correio.

Quanto custa?

Fare ProductZonesAdultConcession
Single/Cash Fares1$3$1.95
Single/Cash Fares2$4.25$2.95
Single/Cash Fares3$5.75$3.95
Stored Valeu1$2.40$1.95
Stored Valeu2$3.45$2.95
Stored Valeu3$4.50$3.95
Monthly Pass1$98
Monthly Pass2$131
Monthly Pass3$177$56
Day PassAll$10.50$8.25
HandyDART Service$3

*** Todos os valores acima são baseados na tarifa 2019!

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Deixe um comentário

Chat via Whatsapp
Send via WhatsApp