Tudo o que você queria saber sobre TRADUÇÃO JURAMENTADA

traducao-juramentada-canada-800x534

Por Pablo Raúl Fernández de Bernoche, PRF Traduções.

Tentarei ser breve neste texto para esclarecer algumas dúvidas frequentes sobre o serviço de tradução juramentada tão essencial na vida de qualquer pessoa que deseja estudar ou imigrar para o Canadá. As informações aqui expostas surgiram das dúvidas mais frequentes enviadas pelos nossos clientes.

 

O que é tradução juramentada e por que preciso dela para os meus documentos?

A tradução juramentada é aquela tradução que possui fé pública, ou seja, a firma do tradutor juramentado tem validade oficial. A juramentação garante legalmente que o documento em idioma estrangeiro (a tradução) é 100% fiel ao original.

 

Preciso do reconhecimento de firma?

Existem duas definições padrão: Tradução (de um idioma estrangeiro para o português) e Versão (do português para um idioma estrangeiro).

Quando é feita a tradução é obrigatório reconhecer a firma do tradutor. Quando é feita a versão, é recomendável não fazer o reconhecimento, pois o mesmo fica em português num documento escrito em outra língua. Algumas instituições estrangeiras não gostam disto e podem devolver o documento. Para intercâmbio, sugerimos não reconhecer a firma, pois apenas o papel timbrado é suficiente.

 

O preço pode variar? Existe uma tabela?

O valor da tradução juramentada é tabelado pelas juntas comerciais de cada Estado e o valor varia muito pouco de um estado para outro. É possível obter algum desconto sim,  mas se houver uma variação muito alta entre orçamentos, provavelmente o orçamento “tão mais barato” pode esconder problemas.

Para baratear uma tradução juramentada, a empresa precisaria escalar um tradutor júnior para fazer a tradução e mandar algum juramentado assinar. ESTA PRÁTICA É ILEGAL.

É claro que o tradutor receberá ajuda, trabalhando com formatadores, por exemplo. Mas o aval sobre a tradução final, a execução da tradução e a revisão são de responsabilidade exclusiva dele, haja vista que é a firma dele que é a oficial.

Já pensou você tirar uma certidão de casamento no supermercado? Não, né? Então …

Também temos tradutores que nem sabem que suas folhas estão sendo usadas, tradutores que já morreram e permanecem na ativa, tradutores que inventaram uma folha e que não são juramentados, etc., etc., etc… Aí fica fácil baratear, você não acha?

 

 

 Como devo ser cobrado? Que riscos corro?

A LAUDA de tradução é cobrada a cada 1.000 caracteres sem espaços. Isto é determinado pelas juntas comerciais. Cobrar por palavra, por caracteres com espaços, inventar uma lauda maior ou menor, etc., são práticas duvidosas. O risco que você corre é cair nos problemas citados no item anterior, e que sua tradução não tenha validade. Em resumidas contas, não é possível super baratear um valor que é tabelado. Por exemplo, no caso do cigarro, se a mesma marca custa “X” numa loja e “X menos 1” na outra, é sinal de que algo está errado, não acha?

Avalie seus orçamentos conforme a qualidade no atendimento e a confiança que a empresa lhe passar. Analise se a pessoa que lhe atender está sendo firme nas informações. Estão te dando o frete? Estão reconhecendo firma nos casos necessários? Qual foi o prazo oferecido?

 

Pablo Raúl Fernández de Bernoche, PRF Traduções.

Sócio e Diretor na empresa PRF & Angels Traduções e Idiomas Ltda. desde 2006. Empresa com escritórios na Capital e no Litoral de São Paulo, que executa serviços de tradução livre e juramentada em todos os idiomas. Quer saber mais entre em contato com Pablo pelo e-mail contato@prftrad.com.br

Dicas de canais do YouTube para ajudar no seu inglês

Todo mundo sabe que quanto mais estímulo e prática para aprender um novo idioma, melhor o aprendizado. Seja para se preparar para um intercâmbio, viagem, exame ou apenas para aperfeiçoar mais o conhecimento de inglês, separamos três opções de canais no YouTube que prometem dar uma forcinha no seu “speaking”.

Inglês de bolso
As aulas são em vídeos de curta duração e fácil memorização e podem ser assistidos tanto no celular quanto no computador.

 

English in Brazil

Carina Fragozo é formada em Letras e professora de inglês há mais de 10 anos. No canal você encontra dicas sobre tudo o que diz respeito ao ensino e aprendizagem da língua inglesa: pronúncia, gramática, vocabulário, dicas de estudo, cultura, viagem, curiosidades e bate-papos.

 

Tia do inglês

Os vídeos são postados todas as terças, quartas e quinta-feiras. O destaque é o humor e descontração das aulas.

 

Para aprender com Nativos:

EngVide

A plataforma é uma das mais conhecidas no mundo quando o assunto é aprender com nativos. O time conta com 11 professores, entre canadenses e britânicos

 

Rachel English

Rachel é norte-americana e ensina a pronúncia utilizada nos EUA. Todos os vídeos tem legendas para ajudar os não nativos a compreenderem bem vocabulário.

Estaremos em Curitiba com Nossa Palestra Estudo e Imigração no Canadá

Curitiba, chegou a hora de vocês conhecerem mais da Hi Bonjour e se informarem sobre o Canadá através da nossa palestra “Estudo e Imigração no Canadá”! Saiba tudo sobre estudo, trabalho e imigração com nosso time de especialistas da Hi Bonjour, é só se cadastrar na nossa palestra:

Palestra Imigração e Estudo no Canadá

O quê: Palestra Imigração e Estudo no Canadá

Quando: 09/11, às 19h

Faça sua inscrição aqui: http://bit.ly/HiBonjourCuritiba

Onde: Hotel Dan Inn, Curitiba.

Inscrições: R$10,00 aqui

Toda a renda das inscrições será revertida para a instituição Pequeno Cotolengo, de Curitiba.

Como é viver em casa de família em um intercâmbio

Homestay é uma das opções mais indicadas para uma total imersão na cultura de outro país

 

Um bom intercâmbio começa muito antes de chegar ao destino, pois é preciso organização e escolhas que são determinantes para a viagem. Essa experiência fica ainda melhor quando, mesmo em outro país, o estudante se sente em casa. Por isso, uma das principais preocupações dos intercambistas é a hospedagem. Para uma total imersão na cultura de outro país, uma das opções mais indicadas é a “homestay” ou casa de família, pois nessa convivência diária com os anfitriões, é possível usufruir do estilo de vida local e ter uma boa oportunidade de melhorar ainda mais o idioma.

12096466_10153220358951976_7022681965923286533_n

Essa foi a opção escolhida por Karina Sonaglio durante seus seis meses de intercâmbio em Montreal, no Canadá. “A hospedagem em casa de família, ao meu ver, é a melhor opção para quem quer mergulhar de cabeça em uma nova cultura. Faria a mesma escolha mil vezes”, afirmou ela. Nesse tipo de acomodação, o estudante pode escolher se fica num quarto individual ou compartilhado e a quantidade de refeições incluídas no pacote.

13419084_10205249072221089_5148345650582529969_n

As famílias que fazem parte desse tipo de programa já são acostumadas a receber estudantes internacionais e, às vezes, tem mais de um estudante na casa ao mesmo tempo, o que proporciona um intercâmbio cultural ainda mais forte. “O casal tinha duas filhas, de 20 e 22 anos, e uma cachorrinha e a rotina deles era um pouco corrida. Tínhamos nosso contato a partir do momento em que eu chegava em casa, por volta das 18h30, quando jantávamos juntos. Normalmente eu, o casal e outras duas intercambistas que também moravam na casa”, detalha Karina. As famílias são escolhidas com base no perfil do estudante que levam em conta, por exemplo, se ele tem alguma alergia ou restrição.

13260203_10205152696731762_3302761025018769713_n

Para Karina um dos pontos positivos é a possibilidade de manter contato com a hostfamily mesmo depois de já ter voltado ao Brasil. “Eu continuo tendo uma família canadense. Fui muito feliz com a minha host Family e ainda tenho contato com eles”, conclui. Na convivência com os anfitriões, vale sempre o bom senso e a disponibilidade para se adaptar à nova rotina para que a experiência seja a melhor possível.