Piloto de imigração do atlântico atrai trabalhadores estrangeiros qualificados

Curso em um College público pode ser o primeiro passo para a residência permanente

O Canadá segue como um dos principais destinos para novos imigrantes, onde trabalhadores qualificados e estudantes buscam recomeçar a vida e seguir carreira no país. Muitos deles ainda buscam apenas as províncias mais conhecidas, como Ontário, Quebec e British Columbia. Enquanto isso, outras regiões precisam preencher vagas de trabalho e abrem novas oportunidades para atrair essa mão de obra qualificada.

Um dos programas que busca atrair estrangeiros para contribuir com a economia da região é o “Atlantic Immigration Pilot”. Lançado em 2017, é voltado para quem deseja trabalhar e morar em uma das 4 Províncias do Atlântico do Canadá: Nova Scotia, New Brunswick, Prince Edward Island ou Newfoundland and Labrador. O projeto piloto está em seu terceiro ano e está ajudando a trazer recém-chegados qualificados, instruídos e experientes para preencher a grande lacuna de emprego, confirmando assim, a conexão entre imigração e crescimento econômico da região. Segundo o governo, ainda há milhares de empregos não preenchidos e sem candidatos com as habilidades e experiência necessárias para isso, deixando evidente a necessidade de imigrantes qualificados e dispostos a fazer da região seu novo lar.

Estudo no Atlântico

Uma das opções para dar o pontapé inicial no planejamento de residência e ainda se qualificar para o mercado de trabalho, é fazer um curso em um college público no Atlântico. Após o fim do curso de 2 anos, por exemplo, o estudante tem direito ao PGWP (Post Graduate Work Permit) por um período entre 2 e 3 anos, podendo assim ter o tempo necessário para preencher todos os requisitos necessários para tornar-se residente permanente. Instituições como a NBCC, em New Brunswick, e a Holland College, em Prince Edward Island, oferecem cursos em diversas áreas

Durante o período do curso, o estudante pode trabalhar por 20 horas por semana e se estiver acompanhado do cônjuge, este pode trabalhar pelo período integral. Os colleges públicos vão exigir que o estudante apresente nível avançado do inglês e a comprovação deve ser feita através de testes de proficiência, como IELTS e TOEFL, onde cada college tem sua nota mínima exigida para ingresso nos programas. Uma alternativa é estudar em um Pathway para alcançar o nível necessário sem que seja necessário realizar um teste de proficiência, mas vale lembrar que durante o programa de idioma, o estudante ainda não pode trabalhar. 

Sobre o programa

O Programa Piloto de Imigração do Atlântico (AIPP) foi desenvolvido para que empregadores da região possam contratar trabalhadores estrangeiros qualificados e estudantes internacionais recém-formados que desejam viver e trabalhar no Atlântico. Foi desenvolvido para o uso exclusivo de empregadores designados pelo programa para poder recrutar e contratar trabalhadores com as habilidades, educação e experiência de trabalho para contribuir para a economia local.

Existem três processos no programa e o candidato pode se qualificar para mais de um tipo, mas só pode se inscrever através de um deles. Nos três, é necessário comprovar que atende aos requisitos de idioma, educação e apresentar uma oferta de emprego. É importante ficar atento aos requisitos necessários:

Atlantic International Graduate Program

Se o candidato viveu e estudou em uma das províncias do Atlântico, pode ser elegível para aplicar por esse processo. Para ser elegível, no geral, o candidato deve:

  • ter morado em uma província do Atlântico por pelo menos 16 meses nos 2 anos antes de obter o diploma
  • atender aos requisitos de educação*
  • apresentar o nível do idioma: CLB 4
  • esse processo não exige experiência de trabalh

* Requisitos relativos à educação

  • Ter pelo menos um diploma de dois anos de uma instituição pública em uma província do Atlântico;
  • Ter sido aluno em período integral durante toda a duração de seus estudos;
  • Ter se formado nesta instituição nos 24 meses antes de o governo receber a aplicação para residência;
  • Ter morado em uma das províncias do Atlântico por pelo menos 16 meses nos 2 anos antes de obter seu diploma;
  • Te visto ou permissão de trabalho ou estudo válidos

O programa de estudos NÃO pode ser:

  • Cursos de segunda língua em inglês ou francês em mais da metade do programa
  • Ensino à distância realizado por mais da metade da duração do programa
  • Bolsa de estudos que exija que o candidato retorne ao país de origem depois de se formar

Além dos requisitos mostrados acima, o candidato deve apresentar uma oferta de emprego que atenda, entre outras, as especificações abaixo:

  • O empregador foi designado como participante do Programa Piloto de Imigração do Atlântico pela província onde o candidato vai trabalhar. 
  • O emprego deve ser de período integral, ou seja, o candidato deve trabalhar pelo menos 30 horas pagas por semana e não pode ser emprego sazonal. 
  • A ocupação deve ser nível 0, A, B ou C, de acordo com a Classificação Ocupacional Nacional (NOC).
  • A oferta de trabalho deve ser para um emprego que durará pelo menos 1 ano.

Atlantic High-Skilled Program

EXPERIÊNCIA DE TRABALHO

*Nos últimos 3 anos, o candidato deve ter trabalhado pelo menos 1.560 horas (essa quantidade é equivalente a ter trabalhado por 1 ano por 30 horas por semana).

* Este trabalho deve ser no nível 0, A ou B, na Classificação Nacional de Ocupação (NOC) 

EDUCAÇÃO

O candidato deve ter, pelo menos, um dos seguintes:

  • um certificado, diploma, bacharelado canadense;
  • um bacharel, diploma ou certificado estrangeiro que seja equivalente a uma credencial canadense. Nesse caso, é necessário apresentar um relatório de Avaliação de Credenciais Educacionais (ECA) de uma organização reconhecida para mostrar que a credencial é válida e igual a uma credencial canadense. Se o candidatao já possui um relatório da ECA, ele deve ter menos de 5 anos quando o governo receber a aplicação para a residência

Além disso, é preciso comprovar o nível do idioma exigido: CLB 4 e uma oferta de emprego full time, não sazonal, em uma das empresas designadas pelo programa e que seja no nível 0, A ou B. A oferta de emprego deve ser para um contrato com, no mínimo, 1 ano de duração. 

Atlantic Intermediate-Skilled Program

Nessa opção, os requisitos de educação e idioma são idênticos ao Atlantic High-Skilled Program, assim como o tempo de experiência de 3 anos. Porém, há algumas especificidades diferentes, dentre elas:

  • Além dos níveis 0, A ou B, a oferta de emprego e a experiência de trabalho apresentadas podem ser no nível C da classificação dos NOC’s. 
  • A oferta de emprego não pode ter data final definida, ou seja, o emprego é permanente.

NÚMEROS

Até o ano passado, havia cerca de 1.900 empregadores designados pelo programa. 

Os empregadores designados fizeram mais de 3.729 ofertas de emprego para estrangeiros qualificados ou graduados internacionais e, como resultado, já existem aproximadamente 2.500 residentes permanentes aprovados, destinados ou já na região.

A lista de empregradores elegíveis para o programa está disponível nos sites de cada província. Para ter acesso, é só clicar nos seguintes links:

NEW BRUNSWICK

NOVA SCOTIA

PRINCE EDWARD ISLAND

NEWFOUNDLAND AND LABRADOR

*As listas não significam que as empresas estejam contratando atualmente, mas caso tenham vagas, elas são anunciadas e o candidato estrangeiro que preencha os requisitos, pode, posteriormente, aplicar para a residência através do programa. 

FONTES:

Fontes: Governo do Canadá 

Sites oficiais dos governos das províncias de: New Brunswick, Nova Scotia, Prince Edward, Island, Newfoundland and Labrador

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Deixe um comentário

Chat via Whatsapp
Send via WhatsApp