Mudanças no processo de visto de estudos para o Canadá facilitam aplicação

Os estudantes internacionais contribuem ativamente para a economia do Canadá e o governo segue buscando meios de atraí-los, não só para o período de estudos, mas também posteriormente para que façam parte do mercado de trabalho. E foi com  o objetivo de ajudar os potenciais estudantes que desejam vir para o país que foram feitas algumas mudanças importantes referentes ao processo de visto de estudos. 

Entre as mudanças estão:

  • O IRCC (Immigration, Refugees and Citizenship Canada) afirmou que vai priorizar o processamento de permissões de estudo para estudantes que tenham enviado uma inscrição preenchida on-line para que suas permissões sejam processadas o mais rápido possível
  • Além disso, também está sendo permitido que os estudantes iniciem seus estudos canadenses on-line enquanto ainda estão fora do Canadá e esse tempo vai contar para a elegibilidade da Permissão de Trabalho de Pós-Graduação (PGWP) desde que o estudante tenha o visto de estudos aprovado e se pelo menos 50% do programa for feito no Canadá.
  • Foi lançado um processo temporário de aprovação em duas etapas para estudantes internacionais que ainda não podem enviar uma solicitação de permissão de estudo completa e que desejam iniciar seu programa educacional canadense de maneira online. 

Esse processo citado acima será aplicado a candidatos cujo programa está começando no Outono de 2020 ou antes e que tiverem enviado uma aplicação online até 15 de setembro de 2020. Na primeira, os oficiais vão avaliar:

  • Carta de aceitação da instituição de ensino (LOA)
  • CAQ (para aqueles que vão estudar no Québec) 
  • Comprovação financeira
  • Que o candidato deixará o Canadá quando não tiver mais status legal temporário ou permanente (ou seja, comprovar que as intenções de estudos são genuínas e que não ficará mais tempo que o período de validade do visto)
  • Laços de família com o Canadá (vínculos afetivos / familiares)

Para a segunda etapa, antes da decisão final, os oficiais revisarão o seguinte:

  • Exame médico de imigração (para quem não pode optar pelo antecipado UPFRONT)
  • Certificados de antecedentes criminais  (aplicados para algumas nacionalidades)
  • Biometria 

Após receberem a aprovação final da permissão de estudo, os estudantes poderão viajar para o Canadá. Ou seja, a pré-aprovação é para que os alunos possam iniciar seus estudos de maneira online ainda dos seus países de origem. 

Outra mudança importante que já estava em vigor é a isenção da biometria, mas apenas para aqueles que já estão dentro do Canadá. É possível solicitar uma mudança de status, por exemplo, para alguém que já está dentro do país com visto de visitante, então nesses casos, os aplicantes não estão precisando fazer a coleta da biometria. Para aplicantes que estão no Brasil ou em qualquer outro país, a regra segue normal. 

Benefícios para estudantes internacionais

Cada caso e cada planejamento de estudos precisam ser analisados, mas, de maneira geral, há vantagens em iniciar os programas canadenses on-line, onde além de garantir mais segurança diante da COVID-19, essa medida permitirá que os estudantes não atrasem seus planejamentos de estudo, carreira e, posteriormente, imigração se for o desejado.

Aos que desejam iniciar seus estudos neste outono, o governo fará o possível para processar a permissão de estudo o mais rápido possível. Mesmo se o aluno não puder enviar uma solicitação de permissão de estudo concluída com biometria e exame médico, o IRCC dará uma pré-aprovação se o estudante atender às condições descritas referentes à primeira etapa.

Gostou deste artigo? Compartilhe!

Deixe um comentário

Chat via Whatsapp
Send via WhatsApp